5 Dicas Para Destacares o teu CV Aquando o Término do Curso

Há uns meses atrás vi uma palestra TED em Braga (se não conheces: http://www.ted.com/) de um jovem chamado Miguel Gonçalves e fiquei entusiasmado com a apresentação dele. Uma das frases que ele usou é espetacular : “Newsletter é currículo, e currículo é spam!” . No caso dos recém licenciados, as newsletter são mesmo considerados spam porque 95% desses currículos são iguais.

Com esta frase e baseando-me na minha experiência, decidi escrever 5 pontos que podem ajudar a melhorar os CVs dos jovens licenciados após terminarem o curso.

1 – Cria a tua start-up enquanto estudas

Tal como o Facebook foi criado num dormitório de universidade, tu também podes criar a tua start-up. Junta-te com colegas, façam brainstorms, criem, executem, colaborem. Mesmo que o projeto falhe, fica aquilo que criaste e aquilo que aprendeste e tudo isso enriquece o teu CV e as entrevistas de trabalho. O tempo dá para tudo se for bem gerido e, na minha opinião, todos os estudantes têm tempo para criar um projeto em part-time . É preciso vontade e motivação.

2 – Cria um blog

Cria um blog sobre a tua área de acção, sobre aquilo que te move e te motiva. Cria casos de estudo, escreve artigos sobre problemas que aparecem em trabalhos-projectos do teu curso, disseca ideias e escreve sobre os teus objetivos, guarda as tuas notas ou simplesmente escreve um diário.

3 – Cria um profile na Internet ( LinkedIn, Twitter, about.me , Quora , etc)

Nos dias de hoje a Internet move montanhas e tal como qualquer produto ou serviço, o profile dos jovens estudantes devem ser construídos desde o inicio do curso com as palavras-chave relevantes que sejam capturadas pelos motores de pesquisa. Especialmente no Linkedin isso e determinante. Põe-te do lado do empregador e tenta analisar as palavras-chaves que precisas de colocar no teu perfil para que fiques no topo da lista de procura. Analisa os dados estatísticos, revê, melhora e adiciona pessoas relevantes para o teu perfil .

4 – Procura um mentor

Porque não procurar um mentor? A melhor maneira de aprender é com a experiência de pessoas que já passaram por falhanços e sucessos. Manda um email, uma mensagem ou telefona a pessoas que achas que te poderão ajudar. Um mentor pode guiar-te e dar ideias no que deverias estar a fazer para alcançar algo mais quando acabares o curso. Também podes seguir os gurus da tua área na internet, ler os livros deles, ouvir audiobooks, etc.

5 – Arranja um trabalho de verão, se possível no estrangeiro

Porque não agarrar nas malas e ir à aventura pela Europa fora?! Há empresas sempre a contratar pela Europa para todo o tipo de trabalho. Qualquer trabalho no estrangeiro te irá abrir-te os horizontes e refrescar as ideias. Por vezes precisamos de ver coisas diferentes para olharmos para as nossas vidas numa perspectiva diferente. Arranjar um trabalho na tua área de ação era ideal mas qualquer tipo de trabalho irá, de certeza, ser uma experiência enriquecedora. Para mim, por trabalhar em part-time enquanto estudava, foi uma das experiências mais eye opening que tive nos meus primeiros anos de faculdade. Em termos de currículo também ajudou pois mostra uma certa flexibilidade a nível de carácter e muita to do action.

Para terminar aqui fica o video da apresentação do Miguel que é simplesmente brilhante:

Por favor comentem com as vossas ideias e recomendações.

@ricardoparro
http://www.about.me/ricardoparro
http://uk.linkedin.com/in/ricardoparro
ricardo.parro[at]gmail.com

About Ricardo Parro

Currently I am the CTO of Printi, a Brazilian startup.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: