4 Aspectos Chave para Tornar o Sucesso um Hábito

Num destes dias li um artigo do Ian McKenzie onde este abordava cinco aspectos chave para tornar o sucesso um hábito. Dos cinco aspectos concordei com quatro porque acho o quinto algo tão óbvio e algo que não está relacionado simplesmente com o sucesso mas sim com tudo na sua vida, que é a Acção.

Se quer tornar o sucesso um hábito, algo que visa conseguir todos os dias, tem que começar por ter determinação e tudo o que necessita é de mudar a forma como pensa. Para Ian, “mudar os seus pensamentos pode mudar as suas crenças, as suas expectativas, a sua atitude e, consequentemente, o seu comportamento”.  É impossível não concordar com este ponto de vista, afinal o que nos faz mover são os traços e as características que nos compõe.

O seu desempenho – deixar o hábito de insucesso e substitui-lo por um hábito de sucesso – pode ser altamente influenciado pela forma como se comporta, pela sua atitude perante as situações. Assim sendo, Ian oferece-nos cinco hábitos e eu ofereço quatro desses hábitos.

  1. Foco – Através do foco é possível trazer para cima da mesa todo o seu talento, todas as suas capacidades, energia mental e conhecimento para a concretização de determinada tarefa. Através do foco é possível concentrar-se a 100% na sua tarefa e conseguir colocar o melhor de si a caminho da perfeição. A ausência de foco leva à dispersão de esforço, ou seja, não conseguirá colocar todas as suas capacidades na actual tarefa porque estará também a desperdiçar esforços noutras tarefas. Pense sempre, pequenos bons passos, grandes resultados.
  2. Defina Objectivos – A definição de objectivos é outra arma poderosa que uma pessoa com hábito de sucesso utiliza. A definição de objectivos permite-o viver a sua vida profissional de forma organizada e sem preocupações inesperadas. Uma boa definição de objectivos deve ter em conta o maior número de contra-tempos que esses objectivos poderão trazer. Definir o “amanhã” em termos de trabalho é antecipar potenciais problemas e planear o seu dia com esses potenciais problemas em mente. Defina coisas como “amanhã terei que fazer o levantamento de requisitos para o website do cliente X mesmo se este não tiver disponível da parte da manhã” e com a possibilidade de o cliente não estar disponível na parte da manhã, defina outro objectivo para essa altura que não dependa de ninguém. Se conseguir atingir os objectivos poderá criar pequenas recompensas para si mesma porque terá, com certeza, mais tempo livre.
  3. Cultive a sua Atitude – Este hábito deriva um pouco do que foi referido no artigo As 4 Lições de “Um Líder Sem Título” de Robin Sharma, onde o autor sugere que um líder sem título deverá passar a mensagem de bem liderar a todos os que o rodeiam. Ao ser honesto e positivo consigo mesmo, poderá influenciar os outros que o rodeiam a serem mais efectivos e, ao mesmo tempo, também mais positivos. Enfrentar a adversidade com uma postura positiva é a melhor arma para garantir o sucesso e quantas mais posturas positivas tiver consigo melhor será o resultado final. Preocupe-se em “espalha vibrações positivas”.
  4. Paixão pelo que faz – Se não tem paixão pelo seu trabalho então dificilmente conseguirá atingir o sucesso. No meu ponto de vista o sucesso está directamente ligado ao amor à camisola, ao fazer as coisas por gosto e não por obrigação. Se gostar do que faz irá gastar cada gota de suor no seu trabalho, irá sentir que o brio do seu trabalho é um pouco de si que está a dar ao mundo. Gostar do que faz vai fazê-lo criar desejos e objectivos numa fasquia que só por amor os conseguir atingir, irá fazê-lo lutar perante as adversidades, muitas vezes não pelo ordenado ao fim do mês, mas sim por realização pessoal. Se não gosta do que faz, por favor, faça um esforço para mudar e mude para algo que goste. A vida é curta para ser desperdiçada dessa forma.

Desta forma ficam expressos quatro dos cinco conceitos que Ian considera importantes para atingir o sucesso efectivo. Eu concordei com quatro bullets e como tal escrevi a minha opinião sobre cada um deles (acima) que pode começar a pôr em prática desde já.

3 comments

  1. ricardoparro

    Ola Hugo. Acho que há um ponto que falta na tua lista : – Acção . Acho que arregaçar as mangas e fazer coisas pode gerar hábitos, paixão, motivação e gerar mais e melhores objectivos . Acção gera também falhanços e e com os falhanços que tiramos as melhores lições. abraço

  2. Hugo Sousa

    Boas Ricardo,

    de facto o Ian sugere como tópico também a Acção, mas como disse no inicio deste artigo, dos cinco aspectos eu iria considerar apenas quatro porque acho que a “Acção” deve estar presente em TUDO o que fazemos na vida e que estaria totalmente implícito no artigo.

    Depois do teu comentário até acrescentaria um 5º tópico aos 4 tópicos de cima “Não ter medo de falhar”. Quando alguém persistente lida com a falha, geralmente consegue obter o sucesso mais cedo ou mais tarde!

  3. Pingback: Lições Que Deviam Ser Ensinadas Nas Escolas (E Não São) « Empreendedorismo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: